29 novembro 2018

e-Commerce: por que investir?

Por ren9ve em e-Commerce

O mundo virtual está saindo da tela do computador e a cada dia que passa ganha mais espaço fora dele. Não são raras as vezes em que compramos produtos e conseguimos descontos em lojas físicas apenas por utilizar seus códigos promocionais que encontramos em seus sites ou aplicativos. Por essas e outras razões, que o e-Commerce tem se popularizado tanto.

 

São em momentos assim, que as lojas offline aproveitam dos seus recursos tecnológicos para vender mais, e usam brindes, benefícios, descontos e prazos de pagamento maiores para promover suas redes sociais e sites de vendas, fazendo trocas, para que o consumidor transite também pelo mundo virtual e vice-versa.

Nessa hora os dois tipos de comércio se confundem, e podemos ver produtos com QR’s codes impressos ao lado de suas etiquetas de preço e em suas prateleiras, para que mais informações possam ser obtidas em relação à mercadoria em questão, descontos e assim sucessivamente.

A internet tem algumas vantagens sobre as lojas físicas, um desses casos é quando o internauta demonstra ter preferência em adquirir produtos online, ainda que a marca da qual ele está comprando tenha uma franquia na cidade em que este comprador vive, mas que por questão de comodidade, e não raro por preço, a loja virtual é escolhida.

Sabendo que um e-Commerce gera menos gasto do que uma loja física, fica mais fácil de baixar o valor das mercadorias comercializadas. Reiterando, é fato que um e-Commerce se torna muito mais barato do que uma loja física quando é fundado por iniciantes.

Quando se tem uma loja física antes de resolver ancorar seu navio no mundo virtual, observe que os gastos desembolsados são um pouco menores, pois, você não estará inciando do nada.

Você pode fazer com que os clientes que você já tem na loja física, consumam e acompanhem você no meio virtual. Você já tem experiência com vendas, um nome conhecido por uma parcela dos consumidores do mercado em que você atua, produtos e capital.

Sem falar que os gastos com e-Commerce serão muito baixos comparados com os custos de se ter uma loja física, que faz com que o comerciante despenda quanto ao aluguel, luz, água, funcionários, segurança e demais demandas exigidas pela saúde do seu negócio.

Todas essas necessidades se transformam em uma despesa muito mais cara do que o preço cobrado para se manter um domínio na Internet.

A maioria das empresas que resolvem adotar o e-Commerce optam por essa forma de comércio, pois, não querem ficar para trás em relação aos concorrentes que já aderiram a essas inovações tecnológicas.

Ao ingressar no mercado eletrônico o lojista não só encontra uma maneira de se aproximar e oferecer vantagens para os consumidores que já possui, como também faz com que ganhe novas visitas em seu site e gere novos interessados e até mesmo clientes para a sua empresa.

Analisando com mais cuidado alguns dados, é possível observar que matematicamente o e-Commerce é uma alternativa válida para quem está buscando uma maneira de inovar e reinventar a sua empresa.

A previsão é que até o ano de 2021 a influência da internet sobre as vendas irá aumentar no mínimo em 70%. Em outras palavras, 21,7% do varejo, inclusive no setor alimentício, será afetado de maneira positiva pela web.

Até a data prospectada, estima-se que 27 milhões de pessoas irão realizar a sua primeira compra online, chegando ao total de 67,4 milhões de compradores de lojas virtuais, representando 44% dos usuários da internet. 

É fato que aproximadamente 19% das vendas offline já tiveram influência da internet em algum momento, dando um resultado de R$ 165 milhões neste tipo de operação comercial no país.

Presume-se que até 2021 esse percentual aumente para 32%, enquanto as compras realizadas através de smartphones será de 41%. O comércio eletrônico representa 3% de todo o comércio brasileiro e dentro de um período de 5 a 10 anos este número irá dobrar.

Em outras localidades, esses índices já são ainda maiores, como nos Estados Unidos, que 9% das vendas varejistas são realizadas através de e-Commerces e Market Places, assim como a maioria dos países asiáticos e europeus.

Até o ano que vem o e-Commerce deverá atingir 4,3% do varejo nacional, como um dos setores com mais probabilidade de crescimento nas próximas décadas. 

Motivos para iniciar um comércio eletrônico:

Motivos para entrar no mundo do e-Commerce não faltam, mas dentre eles estão a facilidade de que os seus clientes passaram a ter para comprar, adquirir o produto sem se deslocar na comodidade do seu lar, faz com que muito mais gente queira obter as suas mercadorias.

Os sites de lojas virtuais estão bem mais confiáveis em relação ao que eles eram há algum tempo e isso faz com que os clientes se sintam mais seguros em disponibilizar os seus dados pessoais e bancários.

O número de compradores online aumentou, assim como o número de internautas no país, em todas as plataformas, especialmente em dispositivos móveis conectados à internet, o que é um facilitador no dia a dia do cliente, que pode comprar online a qualquer hora e de qualquer lugar.

Começar a atuar em um comércio virtual pode ser uma boa para quem deseja inovar, mas ainda não sabe qual o primeiro passo e não possui muitos recursos sobrando para isso, os custos para iniciar e manter um e-Commerce são consideravelmente inferiores quando comparados com as lojas físicas.

A maioria dos investimentos no e-Commerce deve ser a tecnologia, o site tem de estar sempre atualizado e atendendo a todas as dúvidas dos consumidores.

Outro ponto positivo de passar para o meio virtual e usar o e-Commerce após dominar o meio físico é já ter alguns conhecimentos básicos, como administrar o fluxo de caixa, realizar negociações com fornecedores, que em alguns casos podem até ser os que você já conhece e são seus parceiros em sua loja física.

Você já tem uma grande experiência com vendas, ainda que em um mercado um pouco diferente, ter uma noção de como se dá a sua logística de distribuição e conhece qual é o perfil do seu cliente.

A internet não tem limites e nem fronteiras geográficas, quando algo é jogado na rede pode ser acessado de qualquer lugar a qualquer hora.

Quando você expõe sua marca que até então era limitada a vender a uma determinada cidade ou região, no e-Commerce ela tem a possibilidade de ser vendida em todos os lugares do Brasil, fazendo sua empresa se expandir muito em questões territoriais.

Com a adesão de um e-Comercce, você deixa de ser refém do famigerado horário comercial, pois, a internet não tem hora de abrir ou fechar e sua mercadoria pode ser vista e comprada até mesmo enquanto você dorme.

Através do e-Commerce, é possível atender milhões de pessoas em um só domínio, sem a necessidade de expandi-lo ou de criar um novo site, ao contrário da loja física, que para aumentar a sua capacidade de atendimento necessita de mais espaço, filiais e atendentes.

O seu comércio eletrônico também pode lhe auxiliar na hora de decidir em que cidade seria o mais ideal abrir uma nova loja física, de acordo com a quantidade de consumidores que você possui em determinada região.

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *